Domingo, 21 de Maio de 2006

Impressões sobre a bandeira mais bela do mundo

O lado mais feio da bandeira mais bela do mundo
 
Quem assistiu pela SIC, ou viu as reportagens noutros canais televisivos ou leu nos jornais informações sobre o sucesso do evento “a mais bela bandeira do mundo”, por certo não imagina o que passaram as mulheres que se deslocaram ao Estádio Nacional: enormes filas de espera para entrar por uma das únicas duas portas abertas para entrar no recinto, calor intenso, desidratação (visto que a distribuição de água foi mal efectuada), e de nutrição (para quem não se precaveu e confiou nas informações da organização de que seria dada alimentação a quem se inscrevesse no evento pelo IPJ, e que, no meu caso, só chegou cerca das duas horas da tarde), insolações, falta de informação, grandes apertos humanos e ainda a impossibilidade de participar na bandeira.
Eu fui uma das cerca de 2000 mulheres do distrito de Aveiro que se inscreveram, através do IPJ, para participar na construção da bandeira. Fui movida pela promessa da participação numa construção singular do símbolo maior do meu país. Acreditei nas informações publicitadas nos jornais, na televisão e no site http://www.amaisbelabandeiradomundo.com de que seria dada prioridade às mulheres inscritas no evento na entrada e na construção da bandeira e teria ainda direito a várias regalias e brindes.
Fui uma das que se levantou de madrugada (5 e meia da manhã) para se deslocar ao vale do Jamor e a quem depois de aguentar a caótica fila para entrar no estádio foi concedida a honra de ver, ao longe, uns vultos brancos que me disseram tratar-se dos jogadores da selecção e que, segundo os jornais, terão levado muitas ao delírio (se calhar foi a razão de tanto desmaio no estádio e não o calor, a desidratação, as insolações ou a falta de alimentação). Escutei as orientações do speaker que a dada altura anunciou que não poderia entrar mais ninguém no estádio, quando, num evento destinado a mulheres, se encontravam muitos homens e crianças. Escutei-o também quando, com cerca de uma hora de atraso, começaram a aparecer no relvado as primeiras figuras com ponchos da cor da bandeira nacional, e informou de que se tratavam apenas de escuteiras, grupos de ginastas e elementos da Federação, acrescentando sempre que ainda faltavam alguns minutos para as restantes mulheres participarem na construção da bandeira e que deviam permanecer nas bancadas porque se não o fizessem não poderiam participar na bandeira. Quem seguiu as orientações do speaker ainda hoje deve estar sentada na bancada à espera que este lhe diga para ir participar na bandeira, quem não seguiu sujeitou-se a entrar em escaldantes filas para entrar numa bandeira que avançava a conta-gotas e que, em vez de demorar uma hora a ser formada, como inicialmente estava previsto, demorou várias horas. Aliás, ao observar-se com atenção as imagens realizadas na altura em que se cantava já o hino, verifica-se que ainda estão mulheres a correr para a bandeira, onde ficaram muitos espaços por preencher, os das mulheres que não conseguiram entrar no espaço relvado. Tenho a certeza de que se a organização tivesse sido bem-feita o recorde de mulheres presentes ascenderia às 20.000. O que provavelmente ninguém terá visto nas imagens foram as mulheres que gritavam “Mentirosos”. É o mínimo que se pode apelidar a uma organização deficiente, que não esteve à altura do evento que se propôs a organizar e depressa perdeu o controlo de tudo o que se foi passando. Prometeu muito e cumpriu pouco. E assim, mulheres como eu, regressaram sem certificado, sem brinde (que foram atirados ao acaso para quem apanhasse) e sem o gosto de participar na bandeira depois de tanto sacrifício…Salvou-se o espírito de camaradagem que se instalou entre mulheres que mereciam ser tratadas com mais respeito.
Esperemos que o senhor Scolari saiba organizar melhor a sua equipa, para que não venhamos da Alemanha também sem honra.
publicado por impressoesdigitais às 23:32
link do post | favorito
|
De touaqui a 30 de Maio de 2006 às 18:32
realmente um evento muito bem inventádo , uma organização á portuguesa , 20.000 mulheres com homens e crianças á mistura é obra , não foi obra foi uma organização desorganizada , totalmente falháda a não ser para a fotografia , mas mostrámos ao mundo que somos capazes de algo , mesmo que nos bastidores a merda foi tapáda , mas , para a nossa comunicação foi uma beleza foi uma maravilha , somos os maiores , somos uns patos bravos que mal nos assobiam vamos a correr , tanta azeitona tanta uva tanto tomate tanto tanto para apanhar e mão de obra nem vê-la , para a paródia vai tudo a correr , maravilhoso país que tem tantos feriádos para gozar.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Impressões

anonimacto

aveiro

avó

comédia da vida

dúvidas e mudanças

episódios

famílias de hoje

felinas

grandes portugueses

impressões poéticas

mercado negro

natal

novas oportunidades

novo ciclo

poesia

poéticas

prémios

referendo

reflexões

teatro

televisão

viagens

todas as tags

Patrocínio

Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Impressões sobre casament...

Impressões sobre casament...

Impressões sobre um selo

Impressões sobre mudanças...

Impressões sobre 2008

Impressões natalícias

Impressões sobre outra ma...

Impressões sobre novos de...

Impressões teatrais

Impressões sobre "A Coméd...

links

Impressões solidárias

Carolina

arquivos

Agosto 2010

Dezembro 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Runas
blogs SAPO

subscrever feeds